segunda-feira, 13 de abril de 2015

Solidariedade!

Solidariedade!
                 


Todos nós somos iguais perante o pai, que habita dentro de cada um de nós. Vivendo o Pai em nosso intimo, pouca importância dá ao nosso exterior, se somos brancos ou negros, pobres ou ricos, desta o daquela religião. Diante de Deus não contam as diferenças externas: só o interior importa: se somos bons ou maus, generosos ou avarentos, amorosos ou egoístas. Pense nestas verdades!
Eduardo Campos

Hoje, no fim de tarde, meu cunhado me ligou perguntando: se você tiver um agasalho velho em casa e quiser doar, será de bom grado.  Fiquei pensando no assunto que me despertou atenção. Por que só nos lembramos do frio quando sentimos frio, da fome quando temos fome, do calor quando sentimos calor, das alegrias quando nos lembramos de bons momentos? Talvez a resposta seria: porque sentimos falta! E justamente a falta de solidariedade é que prejudica o mundo.
              A Solidariedade, apesar de ser uma palavra simples, bastante comum, encerra em seu contexto um sentido muito profundo, pois significa algo que pode representar a vida para muita gente.
Representa uma ação nos esquecendo da individualidade da vida, um pensar solidário, e não solitário. É estarmos presentes e dispostos, mesmo que não sejamos solicitados. É sermos voluntários quando for necessário.
Quantas vezes pessoas com quem temos alguma ligação e passam por alguma necessidade, dispomo-nos a ajudá-las, contudo, se encontrarmos alguém totalmente desconhecido para nós, e nos prontificarmos a ajudá-lo, aí sim, estaremos realmente sendo solidários.
Ao ajudar um conhecido, cumprimos nossa obrigação pela amizade, mas ao fazê-lo com um desconhecido, cumprimos nossa obrigação com o Amigão, “socorrendo alguém, mesmo sem saber a quem”. Basta saber que foram úteis, a satisfação íntima de ter feito sua parte, saber que seus atos beneficiaram a alguém.
Parabéns àqueles que possuem esta VIRTUDE tão especial que faz a diferença na vida do outro e sem dúvida, na sua própria.

Ser solidário é:
Envolver, ser uma opção para solução,
Sentir o problema do outro,
Deixar pra lá o orgulho,
Praticar o carisma e a empatia,
Ser amigo oculto.
Partilhar.
Perceber as diferenças.
Acreditar que é possível mudar o que está errado.
Ser maior de coração.
Dar com alegria.
Dizer não ao egoísmo em que todos vivemos.
Dizer não à miséria e à injustiça social.
Dar afeto.
Fazer companhia a quem vive na solidão.
Tu podes ajudar a mudar o mundo.
É preciso muito pouco.

Ser solidário não é absorver o sofrimento do outro para si próprio ou sofrer junto, mas sim entender, apoiar, esclarecer, ajudar enfim, sem absorver a energia de sofrimento e dor do outro.



Texto em homenagem!          
¹ Eduardo Campos, Técnico em Gestão Pública: Pedagogo, Esp. em Docência do Ensino Superior – PROEJA  e Educação em Saúde. Pesquisador do Grupo de Estudo e Pesquisa em Educação do Campo na Amazônia-GEPERUAZ/UFPA
Contato: edu.com28@yahoo.com.br
² Fonte texto : http://www.hospitaldaface.com.br/noticias/solidariedade-uma-virtude-elevada-de-quem-a-tem
³ Fonte imagem : www.bloglecom.com.br/wp-content/uploads/solidariedade.jpg

Written by Eduardo Campos all rights reserved.

9 comentários:

Anônimo disse...

A Solidariedade engrandece quem a tem e afaga a alma de quem a recebe...grande beijo de boa segunda pra ti amigo...

Anônimo disse...

Que pôster MARAVILHOSO, cheio de ensinamentos sábios Edu!!!

Jacqueline Costa disse...

Lindoooo. ... continue ajudando as pessoas com belas leituras. Isso faz a diferença.

Anônimo disse...

Maravilhosoooooo como sempre, Eduardo!
Só um coração agradecido compreende o valor da vida e reconhece a soberania de Deus sobre todas as coisas.

Luna disse...

Quem é Solidário vive em um mundo mais bonito, tenho a certeza. Que lindo esse artigo, Edu, especialmente belo e tocante, em minha opinião. Beijo grande.

Anônimo disse...

A Solidariedade é um grande dom. É uma pena que poucas pessoas dê a devida importância.

Anônimo disse...

Entrei casualmente em teu blog e adorei, me preenchi, com belas mensagens, e me fazendo lembrar que a solidariedade é um nobre sentimento, e as vezes raro.

Eliana Peixoto disse...

Só é solidário quem é desapegado. Quem sabe agradecer e reconhecer em tudo que Deus é Pai.

Eliana Peixoto disse...


Muito bom seu texto. Claro , gostoso de ler. Acredito que a maioria das pessoas gostam de ler o que dar prazer. Os seus textos além de informar são prazerosos deixa um gosto de quero mais. Isso mim chamou atenção e também os temas. Estou curiosa isso é bom porque vou encontrar tempo para ler cada um. Parabéns.