sexta-feira, 13 de novembro de 2015

O FÁCIL E O DIFÍCIL NO AMAR!



É fácil amar quem nos ama.
Difícil é amar os que nos ignoram ou são hostis.

É fácil amar quem nos entende.
Difícil é amar aqueles para quem somos e sempre seremos invisíveis.

É fácil amar nossos filhos quando eles saem do jeito que sempre sonhamos.
Difícil é amá-los quando o destino que eles abraçam nos impõe desafios extraordinários.

É fácil dizer que amamos Deus quando o "seja feita a vossa vontade" é igual a nossa vontade.
Difícil é amá-Lo nas crises, quando o "seja feita a vossa vontade" é diametralmente oposta à nossa vontade.

É fácil amar alguém saudável, alto astral, alegre, auto-suficiente.
Difícil é amá-lo, sem desertar, na hora da sua queda e do seu declínio.

É fácil amar o exitoso, o bem sucedido, o bem estruturado.
Difícil é amar o falido, o fracassado, o que nos pede dinheiro emprestado, o pedinte mal cheiroso.

É fácil amar quem sempre espelha o nosso lado melhor e mais bonito.
Difícil é amar aqueles que projetam as nossas sombras.

É fácil amar quem nos apoia e sempre está ao nosso lado.
Difícil é deixá-lo partir, reconhecendo que ele tem novos horizontes e novas metas dos quais não fazemos mais parte.

É fácil amar quem facilita a nossa vida, quem nos abre caminhos, quem se constitui degrau para o nosso progresso.
Difícil é amar os que reiteradamente nos criam obstáculos, tropeços e embaraços.

É fácil amar o nosso jardim, as nossas flores, os nossos animais de estimação, afinal eles não nos arguem nem nos contestam.
Difícil é amar os que retrucam, os que tem opiniões contrárias, os que desestabilizam as nossas crenças.

Pense com Edu!
Mas, enquanto não atingirmos melhor grau evolutivo, amemos (muito) do jeito que sabemos, do jeito que podemos e conseguimos porque, muito pior do que um jeito de amar ainda imaturo, é a tristeza da total incapacidade de amar.

Olá queridos leitores! Seja bem-vindo ao meu blog. O seu comentário é um incentivo a novos posts. Eles são a maior recompensa por cada pesquisa, cada palavra escrita. Então...Que tal deixar o seu recadinho? Vou ficar muito feliz em recebê-lo. Quem desejar ou quiser comentar enviar perguntas, depoimento ou sugestões de tema ao blog, basta enviar um e-mail para nosso endereço eletrônico:  edu.com28@yahoo.com.br
Aguardamos sua participação. Um abraço fraterno a todos do amigo Eduardo Campos


¹ Fundador e Autor: Eduardo Campos, Técnico em Gestão Pública: Pedagogo, Esp. em Docência do Ensino Superior – PROEJA  e Educação em Saúde. Pesquisador do Grupo de Estudo e Pesquisa em Educação do Campo na Amazônia-GEPERUAZ/UFPA
² Fonte texto : Lanna Balieiro & Manuel Bandeira
³ Fonte imagem : https://simonecosta.files.wordpress.com
Livro de Referência: SHINYASHIKI, Roberto T,  e ELIANA, Dumêt. Mistérios do Coração. São Paulo: Gente, 1998
                                   POWELL, Jonh. Porque tenho medo de amar?. Belo Horizonte: Cresce , 2004.
Written by Eduardo Campos all rights reserved.


Um comentário:

Erika Suzana disse...

Sabias palavras. É fácil amar quem me ama e compreende, difícil é amar quem pensa diferente de mim. Me fez refleti muito! Agradeço Edu.