sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

UMA VIDA DE ALEGRIAS, DE COMPARTILHAMENTO.




      
            O que faz com que alguns casais vivam anos e anos juntos e desfrutem felicidade?
        Natural que não seja a felicidade plena e absoluta. Mas uma vida de alegrias, de compartilhamento.
        Casais que superam dificuldades as mais árduas e prosseguem juntos.
        Os reveses financeiros, a saúde comprometida, os filhos-problema, tudo é enfrentado a dois, de mãos dadas, consolidando sempre mais a relação.
        Alguns que não conseguiram manter o próprio relacionamento conjugal, afirmam que, em verdade, isso é resultado de submissão de um ao outro.
        Anulação da personalidade. Comodismo. São variadas as explicações.
        No entanto, os que vêem se multiplicar os anos na durabilidade de seu matrimônio, têm seus segredos.
        Cada casal tem sua fórmula especial. Mas algumas dicas, com certeza, auxiliam.
        Como o casamento feliz é um porto seguro onde se pode relaxar e recuperar das tensões do dia-a-dia, algumas frases não devem ser esquecidas.
        Você recorda quando foi a última vez que olhou para sua esposa e lhe disse: Você está deslumbrante hoje?
        Quantas vezes vocês se preparam para ir a uma festa, colocam sua melhor roupa, se alinham. E nem olham um para o outro?
        Pensem: antes de parecerem bem apresentáveis para os outros, vocês estão no lar, um frente ao outro.
        Observe como ele continua um gato, um rapaz saradão. Veja como os fios de prata lhe conferem um ar de maturidade.
        Aproveite para dizer: Estou feliz por ter me casado com você.
        Já pensou em despertar pela manhã, olhar para o seu cônjuge e dizer: É bom acordar a seu lado!
        Que tal uma surpresa no meio do dia com um telefonema breve para dizer: Você sempre será o meu amor!
        No jantar em família, olhem nos olhos um do outro.
        Agora, é o momento de falar:
        Adoro ver o brilho em seus olhos quando você sorri.
        E, assim por diante. Não perca a chance de dizer como é bom estarem juntos, compartilharem a mesma casa, as alegrias, as dores.
        Tenha sempre em sua mente, frases como:
        O que você fez foi muito bom.
        Não posso imaginar viver sem você.
        Você é muito especial.
        Sinto muito, o erro foi meu.
        Confio em você.
        Aprecio cada momento que passamos juntos.
        E, quando ele errar o caminho, aproveite para brincar, para rir:
        Este é o meu marido! Já sei porque você se perdeu de novo. Quer ficar mais tempo comigo a sós, seu danadinho!
        Quando ele estiver muito quieto, pergunte:
        Em que você está pensando?
        Quando rusgas acontecerem, seja o primeiro a ceder admitindo: Eu gostaria de ser um companheiro melhor.
        Finalmente, não esqueçam de um ao outro dizer a cada dia, quando se despedem, quando cada qual ruma para a sua atividade profissional:
      Ore por mim. Vou orar por você.
      E, mais importante que tudo, sejam gratos um ao outro, com frases como:
      Obrigado por me amar.
      Obrigado por me aceitar.
      Obrigado por ser meu companheiro.
      Você torna meus dias mais brilhantes.
      Experimente. Tente. E veja sua relação conjugal frutificar em flores de amor e alegrias.

¹ Fundador e Autor: Eduardo Campos, Técnico em Gestão Pública: Pedagogo, Esp. em Docência do Ensino Superior – PROEJA  e Educação em Saúde. Pesquisador do Grupo de Estudo e Pesquisa em Educação do Campo na Amazônia-GEPERUAZ/UFPA
² Fonte texto : R M E -  Steve Stephens,
³ Fonte imagem : http://www.intercambio7.com.br/sims-e-naos-para-seu-intercambio.jpg
Livro de Referência: livro do livro Histórias para o coração, v. 1, organizado por Alice Gray,

ed. United press..

2 comentários:

Ana Paula disse...

Bom dia Eduardo! Amo seus textos…Esse me fez até chorar !!!

Eduardo disse...

Hooo Ana Paula Bom Dia, minha querida. Você, me mandou mensagem com lágrimas. Espero que sejam lágrimas bem-vindas, daquelas de “lavar a alma”. Às vezes a gente só precisa chorar como criança mesmo. Abraços Fraternos do amigo Eduardo!