sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

7 PECADOS CAPITAIS NA EDUCAÇÃO DOS FILHOS



MENINO CANSADO DE ESTUDAR
O hábito: querer que a criança seja alfabetizada antes dos 6 anos.
A intenção: adiantar o filho, para que ele seja um vencedor na vida.
O problema: o cérebro tem seu tempo, não adianta forçar. Isso faz o pequeno se sentir "burro" e atrasado, o que baixa sua autoestima.
A sugestão: seu filho entrou no pré-primário adiantado? "Deixe-o repetir". Ele não precisa aprender a ler antes.

MENINO BRAVO NÃO QUER COMER
O hábito: forçá-lo a ingerir algo que não quer ou fazer chantagem para que coma.
A intenção: contribuir para que seu filho cresça forte e saudável.
O problema: a criança passa a associar comida a punição, o primeiro passo para ter transtornos alimentares no futuro.
A sugestão: Identifique o que a criança gosta e seja criativa. Ele só come arroz? Experimente incrementá-lo com cenoura e beterraba. Há milhares de ingredientes gostosos e saudáveis!

MÃE ABRAÇANDO O FILHO
O hábito: encher a criança de brinquedos, deixar de punir a desobediência e, quando há conflito com os professores, sempre intervir ao favor dele.
A intenção: impedir que ele sofra com a rejeição ou a frustração de não ter o que quer ou não fazer o que gosta.
O problema: uma criança que tem tudo o que deseja e nunca é punida pode se tornar um adulto que se considera acima da lei.
A sugestão: aprenda a dizer "não" com firmeza (e explicar o motivo) sempre que for preciso.

MENINO TRISTE E PAIS BRIGANDO
O hábito: brigar com o pai ou falar mal dele na frente do filho e mudar instruções que ele tenha dado.
A intenção: fazer prevalecerem seus métodos, já que o pai não consegue educar direito.
O problema: quando ele percebe que os pais não se entendem, fica inseguro. Isso dificulta a tomada de decisões na vida adulta.
A sugestão: se você e seu marido discordarem, cheguem a um acordo ou deixem para brigar quando a criança estiver longe.


MENINA TRISTE
O hábito: prometer mundos e fundos caso seu filho passe de ano quando você não tem como cumprir a promessa.
A intenção: estimulá-lo a fazer algo, acreditando que esquecerá o prêmio depois.
O problema: as crianças não só não esquecem promessas como ainda criam expectativas.
A sugestão: só faça promessas que você seja capaz de cumprir, e anote-as para não se esquecer delas mais tarde.

MENINO FAZENDO CARETA
O hábito: deixar que o filho pinte e borde dentro (e fora) de casa, sem supervisão.
A intenção: fazer com que os momentos juntos sejam sempre agradáveis.
O problema: a falta de limites costuma trazer problemas sérios tanto na escola quanto no trabalho.
A sugestão: determine um espaço para "fazer bagunça" e deixe claros os limites do que é permitido fazer.

MÃE DANDO BRONCA NA FILHA
O hábito: exigir que seu filho seja o melhor em tudo, elogiá-lo pouco e enchê-lo de críticas e de "nãos".
A intenção: transformá-lo em um adulto de caráter.
O problema: ele pode crescer revoltado e agressivo. Além disso, quando tudo é negado, o jovem acaba fazendo coisas às escondidas.
A sugestão: elogie os acertos com a consciência de que nem sempre ele será o melhor. E, sempre que puder, negocie, em vez de dizer "não" logo de cara.



¹ Fundador e Autor do Blog: Eduardo Campos, Técnico em Gestão Pública: Pedagogo, Esp. em Docência do Ensino Superior – PROEJA  e Educação em Saúde. Pesquisador do Grupo de Estudo e Pesquisa em Educação do Campo na Amazônia-GEPERUAZ/UFPA
² Fonte texto : R M E - Redação M de Mulher
³ Fonte imagem : http://www.intercambio7.com.br/sims-e-naos-para-seu-intercambio.jpg



Nenhum comentário: