terça-feira, 30 de novembro de 2010

Por que as mulheres vão juntas ao banheiro Pedagogo?



DIAP Sexta feira as 16:00, fim de expediente...
A Cientista chama a Pedagoga e diz: “Vamos ao banheiro”! Vamos.
Olha só a conversa de dois turismologo: Porque que as mulheres sempre vão juntas ao banheiro? “acredito que seja para uma segura a outra na hora de fazer x...
Acho que não! responde o outro...
O Que você acha pedagogo? Posso pesquisar e posta no blog e que vocês acham? Ta beleza...
Cientista, pedagoga e Turismologo....
Por motivos muito mais simples e práticos que misteriosos. Quando uma mulher vai ao banheiro, costuma não só fazer suas necessidades como também cuidar do visual, reforçando o batom após a refeição, vejamos algumas falas significativas de algumas mulheres:

“Vamos juntas para poder fofocar sobre o que está rolando... Conversar, falar "mal" de alguém e retocar a maquiagem”,.

“Além de acertar a roupa, maquiagem, a gente vai pedir a opinião da amiga sobre o cara que conhecemos. E pedimos umas dicas: se vale a pena investir ou não, se a tática de sedução está boa etc...”,

“Uma coisa é certa: uma mulher tem sempre algo para conversar com a amiga que só pode ser dito no banheiro”.

A presença de uma ou mais amigas por perto serve para dar o veredicto final, confirmando se realmente ficou tudo no lugar certo. Além disso, o banheiro foi eleito como um foro privilegiado para verdadeiras assembléias femininas, ou, em português claro, para uma boa sessão de “fofocas”. Para as mulheres, que costumam ter uma relação mais tranqüila com a intimidade do que os homens, o toalete é um lugar como outro qualquer, com a vantagem de ser reservado do público. Além disso, o banheiro feminino, ao contrário do masculino, favorece a conversa em grupo, já que existe um local privado para fazer as necessidades e o resto do espaço pode ser usado com liberdade para animadas discussões sobre os mais variados temas. "O assunto depende muito do contexto.

No trabalho, por exemplo, o banheiro pode ser usado para falar mal do chefe (será que ele lê esse blog? (Hémmmmmm,Hummmmm) Brincadeira gente. Mas também pode servir como lugar de desabafo, por isso se vêem freqüentemente mulheres chorando no banheiro", afirma a socióloga Ella Shohat, da Universidade de Nova York, nos Estados Unidos, e militante feminista. Para a psicóloga Márcia Portazio, da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), em São Paulo, não há nada de espantoso no comportamento: "É apenas mais uma expressão da necessidade básica do ser humano por contato social.

Dependendo das influências culturais, isso se manifesta de formas diferentes em cada sexo." As assembléias masculinas podem ocorrer, por exemplo, numa reunião de amigos para jogar futebol. No banheiro, os homens, que normalmente não gostam de compartilhar intimidades, preferem ser bem mais pragmáticos, limitando-se às necessidades.
Segundo o livro 'Por que os homens mentem e as Mulheres choram?', de Bárbara & Allan Pease, o motivo é diferente. Segue o trecho abaixo, que achei bastante lógico.
"Até o final do século dezenove, os banheiros eram cubículos nos fundos das casas, do lado de fora. Sempre que uma mulher ia ao banheiro, levava consigo outra mulher, por segurança. O homem, porém, tinha de ir sozinho e se defender em caso de necessidade. Homens nunca urinavam em banheiros, mas nas moitas ou apoiados em objetos, hábito que os modernos herdaram de seus antepassados. É por isso que a gente raramente vê um homem urinando em campo aberto, mas sempre encosta- do numa parede ou numa árvore. Quando a descarga foi inventada no final do século dezenove, o banheiro se mudou para dentro das casas e dos estabelecimentos públicos. Mas a prática de ir ao banheiro em grupo permanece entre as mulheres.
Nunca se ouvirá um homem dizer: "Ei, Edu, eu vou ao banheiro... Você não quer vir comigo?" Isso não constrói....rs

Nenhum comentário: