sábado, 18 de dezembro de 2010

Respostas...




Eduardo Campos

Quem foi que instituiu que devemos esconder o sentimento quando ele não é retribuído?
Por que tenho que não ligar quando o que mais quero é ouvir a sua voz?
Por que preciso fingir um sorriso no estilo “tá-tudo-bem” quando te encontro, se o que eu tenho vontade mesmo é dizer o quanto você me faz falta?
Por que não posso te mandar um SMS com a letra daquela música que eu queria cantar para você?
Eduardo Campos

7 comentários:

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Eu te adicionei no msn, eu preciso d vc eduardo...preciso dos teus conselhos, to mto triste e desesperado...

Anônimo disse...

O AMOR NÃO DEVE SER SUFOCADOSE AMAS ALGUÉM<VAI<DEMONSTRE PELO MENOS<DEIXE TRANPARECER<QUÊM SABE<É O QUÊ ESPERA O OUTRO?ANôNIMO

Anônimo disse...

Como podemos ser taum complexos perante um amor taum puro e espontaneo? Como podemos levar em consideracao todas as circunstancias q nos rodeiam enquanto esse amor latente grita dentro de nos?
Quisera eu poder te responder, ou ter a sua serenidade para esperar respostas...Somente assim naum teria tanto medo do q estou sentindo agora.
Talvez seriam estas q me fariam t esquecer tambem, mas naum, o Sol ainda brilha e, pelo q vejo, naum depende de nos apagar esse brilho...E agora? Pergunto-te na esperanca de obter respostas, pois o q estah escrito naum se questiona, mas o livre arbitrio nos leva a fazer escolhas, como vc bem diz, de conter ou naum tudo o q sentimos um pelo outro!

Anônimo disse...

Naum finja, naum contenha, naum deixe de dizer o q sente, naum deixe de ligar, mandar um SMS,naum chore baixinho,naum mate td isso,enxugarei suas lagrimas,o q tiver q ser serah!

Uma PROFESSORA apaixonada.... disse...

Tuas perguntas são as minhas.... mas a resposta eu já obtive...:(

Maraysa disse...

porque? porque? porque?... já mim fiz algumas dessas perguntas. rs