segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

As Redes sociais “Face” “Twitter” e “WhatsApp” destroem relacionamentos?



                      As Redes sociais “Face” “Twitter” e “WhatsApp” destroem relacionamentos?

A tecnologia da informação e a vasta aceitação das redes sociais vieram com o propósito de deixar nossa vida mais conectada e, em vários níveis, muito mais fácil. Mas os efeitos colaterais disso são refletidos em um departamento um tanto sensível de nossas vidas: os relacionamentos amorosos (como se eles já não tivessem problemas suficientes).
Gostaria de dividir o resultado de duas pesquisas cientificas que confirma o que o conhecimento empírico vem sinalizando faz tempo, que as redes sociais destroem relacionamentos...

1 – pesquisa: Redes Sociais destroem relacionamentos: está comprovado!

Uma nova pesquisa mostra que isso é fato: as redes sociais destroem mesmo relacionamentos. O estudo, desenvolvido na Universidade de Missouri, nos Estados Unidos, teve como foco o Twitter, mas, como as interações proporcionadas por redes como esta são todas muito parecidas, de uma maneira geral, podemos considerar que os resultados valem para todas.
O que ele descobriu empiricamente foi que os usuários ativos no Twitter são muito mais propensos a viver conflitos com os seus parceiros românticos. Os resultados da pesquisa também mostraram que brigas relacionadas com coisas que acontecem no Twitter costumam desgastar o casal e até levar a separação e divórcio.
Ou seja: não são apenas casais novinhos que não sabem conciliar a vida digital e a vida amorosa. Casais mais velhos, casados, também enfrentam o mesmo problema.
Para realizar esse estudo, o pesquisador entrevistou 581 usuários do Twitter de todas as idades, fazendo perguntas do tipo: “como que frequência você acessa o Twitter?”, “com que frequência você tuíta?”, “com que frequência você acompanha o feed de notícias do Twitter?” e assim por diante, até as perguntas ficarem mais específicas. Por exemplo, “quantas vezes você tem uma discussão com seu parceiro atual ou anterior por usar muito o Twitter?”.
E assim, o pesquisador descobriu que quanto mais as pessoas diziam ser ativas no Twitter, mais brigas enfrentavam no relacionamento por conta da atividade na rede social. E ninguém precisa de poderes paranormais para prever o resultado desse embate todo. Os casais acabam mais propensos a trair seus parceiros e/ou terminarem seu relacionamento. De um jeito ou de outro, o resultado não costuma ser bom.

2 – pesquisa: Leu, não respondeu... Separou! WhatsApp é citado em 40% dos processos de separação

A Itália já acusou o golpe. De acordo com relatório de uma associação de advogados matrimoniais locais, nada menos do que 40% dos casos de divórcio têm envolvimento com o WhatsApp. Mensagens não lidas e outras de teor duvidoso são causa pra boa parte das separações de casais no país europeu. "As mídias sociais tem impulsionado a traição na Itália, tornando-a mais fácil, primeiro através de mensagens de texto. Antes o Facebook e agora o WhatsApp está sendo amplamente utilizado e tem incentivado o retorno do amante latino", afirma Gian Ettore Gassani, presidente da associação, ao Times. Pela facilidade de comunicação e a possibilidade do envio de mídias como fotos e vídeos, o WhatsApp deixou para trás o Facebook como "ferramenta preferida de quem traí". Em 2012, em pesquisa feita no Reino Unido, um terço dos divorciados no ano listava como motivo pela separação problemas em redes sociais.
Uma empresa britânica que facilita o divórcio pela internet analisou os casos de cinco mil pessoas: 20% delas apontaram a rede social como causa principal ou secundária do desgaste da relação. E no Brasil não é diferente. As redes sociais geram conflitos entre os casais, que brigam e até mesmo se separam por causa de ciúme ou traição.

¹ Eduardo Campos, Técnico em Gestão Pública: Pedagogo, Esp. em Docência do Ensino Superior – PROEJA  e Educação em Saúde. Pesquisador do Grupo de Estudo e Pesquisa em Educação do Campo na Amazônia-GEPERUAZ/UFPA
Contato: edu.com28@yahoo.com.br
² Fonte texto :  
³ Fonte imagem : Redação Yahoo! Brasil
Written by Eduardo Campos all rights reserved.





7 comentários:

Anônimo disse...

Redes sociais realmente atrapalham. Vai desde fulano do passado que aparece curtindo postagens (porque está afim),até novos interessados.

Rogerio disse...

Eduardo estou namorando sério a 7 meses, e eu e minha namorada brigávamos bastante por causa do WhatsApp e o facebook, então depois de muito tempo, a gente decidiu excluir os dois. Cara, graças e Deus foi a melhor coisa que fizemos, foi muito bom, agora a gente eliminou um fator estressante nunca mais discutimos e nem brigamos. Eu posso ser novo demais pra dar conselhos, mas eu digo que, casais não devem ter facebook e nem um tipo de rede social. Porque pra mim isso não importa mais, e eh bom pra evitar futuras possíveis brigas.

Anônimo disse...

Será que muito tempo no WhatsApp é uma causa de transtornos nos relacionamentos, ou relacionamentos potencialmente transtornados impelem os indivíduos pra uma compensação nas redes sociais?

airton constantino disse...

Amigo esse watssap é um vício pior q drogas..pior q bebidas...mas tem cura é só excluir tudo como eu fiz,sem fac e watssap!!eita vidinha Boa que tenho agora

Anônimo disse...

Exclua o fac o watssap isso é pior q droga e bebida...tenho uma vida boa graças a eu ter excluído isso tudo ai... Boa sorte! Sem redes sociais

Gilceia Viana disse...

Depois que excluir o wathsapp do meu celular fiquei mais jovem e perdoar uns quilinhos indesejáveis.Passei a observar que as pessoas com conversam mais não sorri umas com as outras TUDO estranho esse mundo de wathsapp EU SOU FELIZ E VOU VIVER MAIS SEM WATHSAPP

Gilceia Viana disse...

Depois que excluir o wathsapp do meu celular fiquei mais jovem e perdoar uns quilinhos indesejáveis.Passei a observar que as pessoas com conversam mais não sorri umas com as outras TUDO estranho esse mundo de wathsapp EU SOU FELIZ E VOU VIVER MAIS SEM WATHSAPP