sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Um dos maiores inimigos da felicidade é a culpa.



Muito utilizada por algumas religiões, a culpa é poderoso instrumento para conversão e coação de alguns incautos.
Algumas religiões com o desejo de manter o homem sobre o seu jugo opressor chegam mesmo a afirmar que o homem já nasceu culpado.
Com isso incutem desde a infância da criatura o sentimento de culpa que psicologicamente lhe será prejudicial no decorrer de toda sua vida.
Vale a pena analisar e pensar a respeito, as religiões que trabalham esse aspecto estão sempre voltadas para o passado do seu profitente, pois é ali onde elas encontram as algemas da culpa tão bem exploradas pelos seus dirigentes.
Onde houver sentimento de culpa está presente o remorso.
Onde existe culpado, pode haver punição.
É justamente na hora das supostas punições que essas religiões aparecem como verdadeiro eldorado para os aflitos, oferecendo uma salvação mentirosa.
A salvação oferecida por algumas religiões é uma muleta poderosa para aqueles que não pensam por si mesmos.
É preciso que se diga que não existem culpados, existem sim, pessoas responsáveis pelos seus atos. O sentimento de culpa é fator impeditivo da felicidade.
Preocupado em não ser acusado pela sociedade e pelos religiosos, a criatura humana representa vários personagens de acordo com a situação. Sendo assim, ela passa pela VIDA tentando ser o que os outros desejam, nunca o que ela mesma quer e precisa ser devido a sua condição evolutiva.
Penso que nós não somos culpados, somos responsáveis.
*      Ser responsável é diferente de ser culpado.
*      O responsável responde a sua própria consciência pelos equívocos perpetrados.
*      O responsável é aquele que deve estar disposto a arcar com o ônus dos seus equívocos, e amealhar os bônus dos seus acertos.
*      É possível ser feliz nesta vida, pois Deus nos proporciona os meios para isso.
*      Liberar-se do sentimento de culpa.
*      Não procurar culpados pela nossa infelicidade.
*      Não aceitar a pecha de culpado.
*      Não aceitar o julgamento de outros homens.

A felicidade é uma conquista individual, ela deve ser conquistada através de nosso próprio esforço. Identificando a presença de Deus dentro de si certamente o homem será mais feliz.
Deus está pronto a se manifestar em todos os momentos que manifestarmos amor uns pelos outros.
Os erros fazem parte do aprendizado, a culpa é a corrente que a ignorância coloca em nosso coração e alguns religiosos desejam apertar.

Liberte-se através do amor.

Nenhum comentário: