segunda-feira, 6 de março de 2017

Será que meu filho é autista?


Será que meu filho é autista?

Conheça 5 sinais que as crianças autistas apresentam desde cedo. Observar estes comportamentos ajudam a detectar o transtorno e a melhorar o desenvolvimento dela.

Evelise Toporoski

O Transtorno do Espectro Autista (TEA) não é fácil ser diagnosticado sem o aval de um especialista. Contudo, a criança dá os primeiros sinais cedo.
Algumas características podem aparecer entre os 12 e 18 meses. Paul Wang, diretor de pesquisas médicas da organização Autism Speaks, explica que são diferenças sutis no comportamento social, na comunicação e percepção do mundo.

Então, fique atento se:
1. A criança não corresponde quando é chamada pelo nome
Desde cedo o bebê se acostuma a ser chamado pelo nome e olhar para quem está o chamando. Se ele não corresponder, como se não ouvisse mesmo, pode ser um sinal de alerta. Dos pequenos que receberam o diagnóstico de autismo, apenas 20% esboçam alguma reação quando falam seu nome.

2. Compartilha a atenção
Sabe quando uma criança vê um avião no céu e olha para a outra pessoa e para o céu novamente para ver se a pessoa está acompanhando aquele momento com ela?
A falta dessa atenção conjunta, a capacidade de compartilhar algo com outra pessoa é o que causa certo atraso na fala das crianças autistas, pois a interação aumenta a habilidade linguística. Outro sinal é que a criança não aponta para o que lhe interessa ou para seu objeto de desejo.

3. Não imita comportamentos
Algumas crianças aprendem rápido a dar tchauzinho com a mão, mandar beijos etc. Mesmo não sendo autista algumas crianças não se interessam mesmo a fazer esta interação, principalmente com desconhecidos. Verifique se este comportamento está aliado a outros citados aqui.

4. Sem brincar de faz de contas
A partir dos 2 ou 3 anos, a criança cria histórias com seus bonecos, carrinhos, conversa com telefone de brinquedo na orelha e inventa suas histórias.
As crianças com autismo geralmente não brincam dessa maneira e prestam atenção aos objetos de maneira diferente, como reunir todos os brinquedos vermelhos de um lado e os azuis de outro, independente das finalidades dos objetos. Também é comum a criança fixar-se nas rodas, jogar brinquedos ou ordená-los em fileira.

5. Não reage emocionalmente
Crianças são sensíveis a emoções de outras pessoas. Por exemplo, se um bebê vê outro chorando, pode começar a chorar também, ou cair na gargalhada junto a outros membros da família, mesmo sem saber o que está acontecendo. Bebês com autismo têm menos probabilidade de corresponder a estes sentimentos.
Caso seu filho apresente apenas um desses diagnósticos não quer dizer que ele tenha autismo. É comum a criança ter um ou outro comportamento de isolamento social, às vezes, elas ficam tímidas e outras preferem brincar sozinhas. Antes de tirar conclusões, procure um especialista.
Não existe um teste biológico (exame de sangue ou tomografia, por exemplo) para detectar o autismo, é apenas pela observação comportamental. Quando a família notar vários desses comportamentos citados acima, é interessante buscar ajuda profissional. Assim, com amor, carinho e o tratamento adequado seu filho se desenvolverá de maneira surpreendente!


¹ Fundador e Autor do Blog: Eduardo Campos, Técnico em Gestão Pública: Pedagogo, Esp. em Docência do Ensino Superior – PROEJA  e Educação em Saúde. Pesquisador do Grupo de Estudo e Pesquisa em Educação do Campo na Amazônia-GEPERUAZ/UFPA
² Fonte texto : Evelise Toporoski
³ Fonte imagem : http://www.intercambio7.com.br/sims-e-naos-para-seu-intercambio.jpg

Nenhum comentário: