quinta-feira, 18 de junho de 2015

ATIRE A PRIMEIRA FLOR QUEM NUNCA ATIROU FLORZINHA POR AI...


ATIRE A PRIMEIRA FLOR  


Por: Rose Mary Sadalla 
Quando tudo for pedra...
Atire a primeira flor.
Quando tudo parecer caminhar errado,
Seja você a tentar o primeiro passo certo.
Se tudo parecer escuro, se nada puder ser visto,
Acenda você a primeira luz.
Traga para a treva você primeiro a pequena lâmpada.

Quando todos estiverem chorando,
Tente você o primeiro sorriso.
Talvez não na forma de lábios sorridentes,
Mas na de um coração que compreenda,
De braços que confortem.

Quando ninguém souber coisa alguma
E você souber um pouquinho,
Seja o primeiro a ensinar.
Começando por aprender você mesmo,
Corrigindo-se a si mesmo.

Quando a terra estiver seca
Que sua mão seja a primeira a regá-la.
Quando a flor se sufocar na urze e no espinho,
Que sua mão seja a primeira a separar o joio,
A arrancar a praga,
A afagar a pétala,
A acariciar a flor.

Se a porta estiver fechada
Dê você a primeira chave.
Se o vento sopra frio,
Que o calor de sua lareira
Seja a primeira proteção e primeiro abrigo.

Não atire a primeira pedra em quem erra.
De acusadores, o mundo esta cheio.
Nem por outro lado, aplauda o erro,
Dentro em pouco a ovação será ensurdecedora.

Ofereça sua mão primeiro para levantar quem caiu.
Sua atenção primeiro para aquele que foi esquecido,
Seja você o primeiro para aquele que não tem ninguém.

Quando tudo for espinho
Atire a primeira flor,
Seja o primeiro a mostrar que há caminho de volta.
Compreendendo que o perdão regenera,
Que a compreensão edifica,
Que o auxilio possibilita,
Que o entendimento reconstrói.
Atire você,
Quando tudo for pedra,
A primeira e decisiva flor...


Olá queridos leitores! Seja bem-vindo ao meu blog. O seu comentário é um incentivo a novos posts. Eles são a maior recompensa por cada pesquisa, cada palavra escrita. Então...Que tal deixar o seu recadinho? Vou ficar muito feliz em recebê-lo. Quem desejar ou quiser comentar enviar perguntas, depoimento ou sugestões de tema ao blog, basta enviar um e-mail para nosso endereço eletrônico:  edu.com28@yahoo.com.br
Aguardamos sua participação. Um abraço fraterno a todos do amigo Eduardo Campos


¹ Fundador e Autor: Eduardo Campos, Técnico em Gestão Pública: Pedagogo, Esp. em Docência do Ensino Superior – PROEJA  e Educação em Saúde. Pesquisador do Grupo de Estudo e Pesquisa em Educação do Campo na Amazônia-GEPERUAZ/UFPA
² Fonte texto : Rose Mary Sadalla
³ Fonte imagem : Google

Written by Eduardo Campos all rights reserved.

12 comentários:

Anônimo disse...

Pense! Ansiedade pelo texto rs! Adorei o poema.. Simplesmente fantástico.... deveria ser assim.. em vez de atirarem uma pedra, ser uma flor!!

Anônimo disse...

Lindo poema de versos positivos, instigador de boas ações e sabedoria do viver, a paz se instala exatamente assim, quando todos puderem entender essa verdade aqui será o paraíso, a Terra linda prometida! Amei ler, atiremos flores, lindas flores e vamos colorir e perfumar esse mundo que por si só já é lindo e rico em sua natureza exuberante!

Anônimo disse...

A imagem que ilustra este poema é encantadora!! Gostei bastante!!

Anônimo disse...

Um belo ensinamento esse texto. Se todos agissem dessa forma o mundo seria uma benção. Que bom se esses conselhos fossem seguido, o perfume do amor e da paz alcançaria toda as nações.

Anônimo disse...

Boa tarde! Estes dois opostos sempre vão fazer partes da nossa vida.. Temos que entender que nem tudo é ruim... Sempre tem uma opção que nos pode realizar..
o feio é belo o mal é bem... As coisas estão dentro delas mesmas buscando o equilíbrio... PARABENS pelos dois textos “Pedra e Flores”

Anônimo disse...

Muito bonito Eduardo Campos. Muitas pessoas têm tendência a agir apenas quando os seus próprios interesses estão em causa, mas agindo também pelos interesses dos outros veremos que o bem que é feito se espalha ao redor. O comprometimento gera uma espécie de corrente que permite incidentes e encontros favoráveis e eventualmente, o surgimento de jardins criados pelas flores que lançamos antes.

Anônimo disse...

Sábias palavras...Que sejamos, pois, os primeiros a atirar uma flor, a proferir palavras edificantes, a emitir vibrações de paz...

Anônimo disse...

O poema é intencionalmente concreto, a dizer-nos que devem ser as flores a atapetarem os nossos caminhos e não outra coisa qualquer: A iniciativa deve sempre partir de nós, de tornar o mundo belo, para que os outros possam seguir os nossos bons exemplos.

Anônimo disse...

Muito linda essa mensagem, cujo título já é inspirador. Há tanta gente jogando pedras que a imagem de uma flor caindo em nossas mãos, ou nas de alguém, é mágica. Com pequenos atos de generosidade perfumamos e inspiramos uma corrente do bem. Bjs.

Anônimo disse...

Querido amigo, essas flores que enfeita a vida... Lindo poema! deixo um abraço desejando uma boa noite!

Anônimo disse...

Texto muito bom, devemos fazer o possível para doar flores, e não horrores. Atualmente há uma grande inversão de valores que alguns desconhecem, porém não seremos mais um neste rool de valores invertidos.

Anônimo disse...

Alguém tem que ser o primeiro... Se é dando que se recebe, alguém tem que começar. E se for pra atirar que sejam flores!!! Belíssimo poema.