terça-feira, 23 de junho de 2015

Carpe Diem Edu!


Existem coisas mínimas que representam muito para uma vida. O importante é esta atento, a fim de não perder essas ricas oportunidades de dar a felicidade  e ser feliz com ou para alguém. Mesmo que seja um simples passeio pela cidade, uma ida ao cinema, uma volta pelo jardim, um bate papo no final da tarde, atender um telefonema, envia uma mensagem ou e-mail na calada da noite. Estejam atentas para as coisas mínimas, elas podem representar, para alguém, toda a felicidade.
Eduardo Campos

Fui dormir com essa frase fazendo ressonância “Carpe Diem Edu” e quando acordei pela manhã, uma pergunta ressoava na acústica de minha alma: “E se não houver amanhã Edu?”
Sabe, eu que costumava deixar muitas coisas para amanhã, resolvi lhe dizer, hoje, o quanto você é importante para mim, porque quando acordei pela manhã, uma pergunta ressoava na acústica de minha alma: “E se não houver amanhã?”
Então, hoje eu quero me deter um pouco mais ao seu lado, ouvir suas idéias com mais atenção, observar seus gestos mais singelos, decorar o tom da sua voz, seu jeito de andar, de correr, de abraçar.
Porque... Se não houver amanhã... Eu quero saber qual é sua comida preferida, a música que você mais gosta, a sua cor predileta...
Hoje eu vou observar seu olhar, descobrir seus desejos, seus anseios, seus sonhos mais secretos e tentar realizá-los.
Porque, se não houver amanhã... Eu quero ter gravada em minha retina o seu sorriso, seu jeito de ser, suas manias...
Hoje eu quero fazer uma prece ao seu lado, descobrir com você essa magia que traz tanta serenidade, quero subir aos céus com você, pelos fios invisíveis da oração.
Hoje eu vou me sentar com você na relva macia, ouvir a melodia dos pássaros e sentir a brisa acariciando meu rosto, colado ao seu, em silêncio... E sem pressa.
Hoje eu vou lhe pedir, por favor, agradecer, me desculpar, pedir perdão, se for necessário.
Sabe, eu sempre deixei todas essas coisas para amanhã, mas o amanhã é apenas uma promessa... O hoje é presente.
Assim, se não houver amanhã, eu quero descobrir hoje qual é a flor que você mais gosta e lhe ofertar um belo ramalhete.
Quero conhecer seus receios, lhe aconchegar em meus braços e lhe transmitir confiança...
Hoje, quando você for se afastar de mim, vou segurar suas mãos e pedir para que fique um pouco mais ao meu lado.
Sabe, eu sempre costumo deixar as palavras gentis para dizer amanhã, carinhos para fazer amanhã, muita atenção para prestar amanhã, mas o amanhã talvez não nos encontre juntos pelo processo natural da morte.
Eu sei que muitas pessoas sofrem quando um ser amado embarca no trem da vida e parte sem que tenham chance de dizer o que sentem, e sei também que isso é motivo de muito remorso e sofrimento.
Por isso eu não quero deixar nada para amanhã, pois se o amanhã não nos encontre juntos, você saberá tudo o que sinto por você e saberei também o que você sente por mim. Nada ficará pendente...
Quero registrar na minha alma cada gesto seu.
Quero gravar em meu ser, para sempre, o seu sorriso, pois se a vida nos levar por caminhos diferentes eu terei você comigo, mesmo estando temporariamente separados.
Sabe, eu não sei se o amanhã chegará para nós, mas sei que hoje, hoje eu posso dizer a você o quanto você é importante para mim.

Pense com Edu! Cada dia é único e precisa ser vivido como tal. Os monges aprenderam e nos ensinaram a saborear o carpe diem, que significa viver cada dia de uma vez. A esse propósito o filme Sociedade dos Poetas Mortos  foi um dos mais comentado dos últimos tempos. Certamente, a razão esta fundamentada numa frase que resumia a história: “Carpe Diem”. Ou seja, “aproveite o dia”. Todos nós sabemos que este é um dos segredos da felicidade, mas infelizmente insistimos em nos distrair com qualquer outra coisa que não seja o agora, que não seja este instante. Amanhã é uma possibilidade que depende da correta vivência do hoje. É preciso investir no hoje, amar o hoje, acreditar a partir de hoje, saborear o hoje...

“Existem coisas que nunca enxergamos, porque exigem que vivamos o aqui e agora para percebê-las”.
Ricardo senler
Olá queridos leitores! Seja bem-vindo ao meu blog. O seu comentário é um incentivo a novos posts. Eles são a maior recompensa por cada pesquisa, cada palavra escrita. Então...Que tal deixar o seu recadinho? Vou ficar muito feliz em recebê-lo. Quem desejar ou quiser comentar enviar perguntas, depoimento ou sugestões de tema ao blog, basta enviar um e-mail para nosso endereço eletrônico:  edu.com28@yahoo.com.br
Aguardamos sua participação. Um abraço fraterno a todos do amigo Eduardo Campos


¹ Fundador e Autor: Eduardo Campos, Técnico em Gestão Pública: Pedagogo, Esp. em Docência do Ensino Superior – PROEJA  e Educação em Saúde. Pesquisador do Grupo de Estudo e Pesquisa em Educação do Campo na Amazônia-GEPERUAZ/UFPA
² Fonte texto : Momento Espírita
³ Fonte imagem :http://kdimagens.com/melhores-imagens/carpe-diem-1348.jpg
Livro de Referência: Autor: autoria desconhecida. Titulo original se não houver amanhã! Internet. adaptado por Eduardo Campos Carpe Diem Edu!

Written by Eduardo Campos all rights reserved.

6 comentários:

Helena disse...


Eduardo, meu lindo amigo: mais uma das tuas belas postagens que ensejam profundas reflexões e nos remetem a indagações de ordem pessoal que, se respondidas com sinceridade, nos mostrarão caminhos alternativos para as nossas próprias mazelas serem desfeitas.

Anônimo disse...

Este texto é uma exortação para as pessoas. Mas penso ser difícil se desprender da cultura que nos molda e nos deixa à sua mercê, para ser exatamente como ela e a sociedade querem. São poucos os que colocam a cabeça fora desse atoleiro e conseguem ver que há um mundo maravilhoso a ser explorado e conhecido, que há felicidade sim além daquela vendida nos mercados, que há uma vida própria a ser vivida com intensidade e de modo único, ser ser teleguiado pelos apelos da mídia. A vida está por aí e para quem quiser. Contudo, para a maioria, o difícil é querer. Pena! Um grande abraço!

Anônimo disse...

Adorei o seu texto que, para mim serve de reflexão. Obrigada

Anônimo disse...

Profundo, verdadeiro e lindo teu texto Edu ! Gosto muito dessa frase: "Carpie Diem". Beijos, Eduardo.

Anônimo disse...

Eduardo Campos Maravilhoso texto amei ler.

Anônimo disse...

Mais que as Palavras sábias e oportunas, é necessário o estabelecimento prático das condutas.