segunda-feira, 13 de julho de 2015

A JOVEM JARDINEIRA!


“Estamos inseridos no lindo jardim da vida, com todas as condições para sermos felizes”.
HAMED

Pense com o Edu! – Quantas vezes temos agido como a jovem jardineira?

Uma jovem quase menina, cultivava, com muito carinho, rosas de diferentes cores e qualidades no jardim que enfeitava a frente de sua casa.
Com o material apropriado para os serviços de jardinagem, todo o dia lá estava ela a postos. Combatia a ameaçado mato, de pulgões que ameaçassem as flores das quais tinha muito orgulho. Adubava o solo depositando nele os minerais necessários que o alimentassem adequadamente. Em consequência dessa dedicação, o interior do seu lar vivia decorado com as mais belas rosas que exalavam discreto e agradável perfume.
Devido à quantidade farda que o jardim produzia, auxiliado pelo trabalho da jovem dedica, ela podia a cada manhã levar, para o interior da residência, flores renovadas. Era um quadro muito agradável de ser visto o da moça feliz, ao lado das rosas multicoloridas presentes na sala de sua casa. A mãe sentia-se realizada com a felicidade da filha e sempre a incentivava que continuasse em sua dedicação à natureza que respondia de maneira bela.
Em uma determinada manhã, entretanto, a jovem entrou na casa gesticulando muito, esbravejando contra os pés de roseira e dizendo aos prantos que não iria mais cuidar do, jardim. Muito contrariada com uma profunda e dolorida perfuração em um dedo de suas mãos, através de um espinho traiçoeiro e grande, oculto atrás de uma das folhas.
A mãe, pacienciosa, aguardou que a raiva da filha cedesse e, delicadamente, começou a falar-lhe com a ternura das mães e a experiência da vida: - Minha filha, os espinhos são a defesa da planta! Se a natureza assim fez é porque existe um motivo! Para tudo existe uma razão de ser, embora não possamos compreender muitas vezes... Assim também minha filha, as roseiras merecem continuar a receber os seus cuidados porque, se contar as muitas rosas que já nos ofertaram, você verá que são número muito maior do que o único espinho que lhe feriu as mãos...

Para refletir
Pois é meus amigos e companheiros do blog. Bela lição proporcionou a dedicada e experiente mãe à filha revoltada pelo primeiro percalço, pelo primeiro espinho que lhe feriu a mão depois de tantas flores já ter colhido no jardim de sua casa.
Não temos agido como a jovem jardineira?
Quantas coisas boas recebemos todos os dias da vida, e, no menor ou único acontecimento desagradável, esquecemos o bem que nos abençoou até aquele instante e passamos a valorizar o que nos desagradou, como se somente este fato aborrecido tivesse existido!
Colhemos do jardim da existência tantas flores lindas que nos abençoam de maneira tão sutil!
O lar que temos para recarregar nossas energias físicas e emocionais.
O alimento que proporciona a saúde do corpo.
A roupa limpa e perfumada que nos protege das intempéries.
O leito macio que nos recolhe para o repouso da noite.
O trabalho edificante que nos permite o ganho do pão de cada dia.
O sol que ilumina e aquece a Terra para que continuemos a viver.
A chuva da tarde que fecunda o solo, permitindo a colheita.
O animal que cede a própria vida que sejamos alimentados.
As estrelas que enfeitam a noite dos apaixonados.
A lua que inspira os poetas.
Os pássaros que revoam, reafirmando em cada canto sua fé na Providencia Divina.
O consolo de uma mãe, e o carinho de um pai, mesmo que distante geograficamente.
A companhia de irmãos que, mesmo tendo opiniões diferentes da nossa, são muito melhores do que o silencio da solidão.
É assim, amigo leitor, como disse o poeta Chicó: “só sei que foi assim”... Cada um de nós podemos ir construindo um lista imensa de bênçãos que o jardim da vida nos oferece todos os dias. É preciso (e você pode, bastando querer) parar de valorizar um espinho ou outro que, de vez em quando, toca em nós exatamente para mostrar-nos quanta coisa boa temos tido. O bem acaricia e muitas vezes não percebemos, e quando, toca em nós exatamente para mostrar-nos quanta coisa boa temos tido. O bem acaricia e muitas vezes não percebemos, enquanto o mal nos fere e ai passamos a prestar-lhe a atenção. Colha as suas flores e enfeita a sua alma. Você merece!

Pense com o Edu! - Você, Eu e todos que caminhamos pelos jardins da vida sob os cuidados do Jardineiro Divino, temos, sempre, excelentes motivos para que todo dia seja UM DIA BOM!

Olá queridos leitores! Seja bem-vindo ao meu blog. O seu comentário é um incentivo a novos posts. Eles são a maior recompensa por cada pesquisa, cada palavra escrita. Então...Que tal deixar o seu recadinho? Vou ficar muito feliz em recebê-lo. Quem desejar ou quiser comentar enviar perguntas, depoimento ou sugestões de tema ao blog, basta enviar um e-mail para nosso endereço eletrônico:  edu.com28@yahoo.com.br
Aguardamos sua participação. Um abraço fraterno a todos do amigo Eduardo Campos


¹ Fundador e Autor: Eduardo Campos, Técnico em Gestão Pública: Pedagogo, Esp. em Docência do Ensino Superior – PROEJA  e Educação em Saúde. Pesquisador do Grupo de Estudo e Pesquisa em Educação do Campo na Amazônia-GEPERUAZ/UFPA
² Fonte texto : Ricardo Orestes.
³ Fonte imagem : http://-jovem,-mulher,-cheirando-rosas-em-um-jardim.jpg
Livro de Referência: Forni, Ricardo Orestes. Bom Dia Mesmo! Editora EME, Capivari – SP. 2005


Written by Eduardo Campos all rights reserved.

4 comentários:

Anônimo disse...

Eduardo, nunca li nada de seu blog que não fosse verdadeiro e belo! Esse poema é quase uma súplica por amor, por carinho, por afeto, por tolerância e por transparência que está em falta nesse mundinho que não sei onde vai parar.
Parabéns pela sua sensibilidade em trazê-lo pra seu blog!
Beijo, você é tão especial.

Helena disse...

Uma escolha primorosa, excelência sensível dedilhada com ressonância em cada verso declarado, típico do querido Edu, poetiso inconteste a nos brindar com pungentes criações. Uno-me aos sentimentos lavrados.

Anônimo disse...

Amigo, concordo em absoluto com todos os pontos apresentados. Muitos deles já pratico e acredito sempre que posso melhorar a minha a vida. Um post inspirador e com imagem linda!

Anônimo disse...

Belas dicas Edu se fizer só metade delas de certeza que será feliz.