quinta-feira, 28 de julho de 2011

Você sabe se proteger dos diferentes tipos de Hepatite?




Site dessa imagemreidaverdade.com


Responda as perguntas e descubra como a doença pode ser prevenida e combatida

Pergunta 1: Os sintomas da hepatite são fáceis de serem percebidos?

A - Sim, a doença costuma aparecer com sintomas graves desde o início.
B - Não, a pessoa pode até achar que está apenas com uma gripe.

Resposta correta: b) Não, a pessoa pode até achar que está apenas com uma gripe.

Nota: A hepatite aguda é mais fácil de perceber: olhos amarelados, náuseas, dor abdominal e febre. Mas o infectologista Paulo Roberto Ferreira, do Hospital Bandeirantes, conta que as formas crônicas das hepatites B e C raramente apresentam sintomas fortes. "Depois do início, não há sintomas por 20 a 30 anos, até que apareça cirrose ou câncer de fígado. Esse é o grande problema da doença, que é silenciosa por muito tempo", afirma. A OMS estima que 80% das pessoas com hepatite não apresentam sintomas.

Pergunta 2: Os vírus da hepatite podem ser contraídos pela ingestão de água e alimentos contaminados?

A - Sim, a hepatite dos tipos A e E.
B - Não, eles são transmitidos pelo ar.

Resposta correta: a) Sim, a hepatite dos tipos A e E.

Nota: É o caso da hepatite A, que é frequente no Brasil, e da E, que é mais rara. Ambas são benignas, de forma que, após a fase inicial e de sintomas, há a cura completa na maioria dos casos, como explica o infectologista Paulo Roberto Ferreira. "Como ambas são transmitidas por alimentos e líquidos contaminados, a prevenção se dá pela higienização adequada dos alimentos e das mãos. Contra a hepatite A, também há vacina extremamente eficaz", conta.

Pergunta 3: A hepatite também pode ser transmitida pelo contato sanguíneo?

A - Sim, os vírus B e C.
B - Não, todos são transmitidos por água e alimentos.

Resposta correta: a) Sim, os vírus B e C.
Nota: Como o vírus B e C são transmitidos por contato sanguíneo, instrumentos de manicure que estiverem contaminados podem transmitir hepatite, caso exista algum machucado nas mãos ou nos pés. O infectologista Paulo Ferreira também recomenda que quem tiver histórico de transfusão de sangue, drogas injetáveis, tatuagem, piercing, exposição a sangue contaminado, relação sexual sem preservativos ou alteração dos exames de sangue de funcionamento do fígado deve procurar um médico para fazer exames.

Pergunta 4: Como detectar a presença da hepatite B ou C?

A - Apenas com exames de funcionamento do fígado.
B - Com um teste rápido de sangue, já é possível apontar a hepatite.

Resposta correta: b) Com um teste rápido de sangue, já é possível apontar a hepatite.
Nota: Apenas uma gota de sangue é necessária para que o teste rápido seja feito, que dura cerca de meia hora. A partir de agosto de 2011, a rede SUS (Sistema Único de Saúde) passará a oferecer esses testes, com o objetivo de obter o diagnóstico precoce da doença, o que evitaria a transmissão e facilitaria o tratamento.

Pergunta 5: Todos esses vírus possuem vacina?

A - Não, a hepatite C, por exemplo, não possui vacina.
B - Sim

Resposta correta: a) Não, a hepatite C, por exemplo, não possui vacina.
Nota: Apesar de ter um risco mínimo ou quase nulo de ser transmitida pela relação sexual, a hepatite C merece dupla atenção por não possuir vacina. O infectologista Paulo Ferreira alerta para os cuidados necessários: "Não compartilhar seringas, agulhas ou outros utensílios; ao optar por tatuagens e piercings, fazer em local credenciado pela vigilância sanitária; usar material próprio e limpo em manicures e utilizar sempre camisinha durante as relações sexuais".

Pergunta 6: Como é o tratamento da hepatite C?

A - Medicamentos orais e injeções.
A - O vírus desaparece sozinho.

Resposta correta: a) Medicamentos orais e injeções.
Nota: Segundo o infectologista Luiz Orlando da Conceição, do Hospital São Luiz, o tratamento da hepatite C é feito com ribavirina (oral) e interferon (injeção) e pode durar até um ano. "O vírus que sempre vai embora e não aparece na forma crônica é o da hepatite A, que necessita de cuidados gerais e tratamento para amenizar sintomas", conta. Já no caso da hepatite B, o cuidado deve ser maior porque a chance de se transformar em uma hepatite crônica é de cerca de 10%.

Pergunta 7: E a hepatite D, em quem ela se manifesta?

A - Em qualquer pessoa que esteja com resistência baixa.
B - Apenas em pessoas portadoras da hepatite B

Resposta correta: b) Apenas em pessoas portadoras da hepatite B.
Nota: "O vírus da hepatite D somente infecta pessoas que também são portadoras do vírus da hepatite B, ou seja, ele não tem a capacidade de provocar a doença sozinho", conta o infectologista Luiz Orlando da Conceição. O paciente que for infectado por esse vírus tem maiores chances de desenvolver a forma aguda da doença e precisar de transplante de fígado.

Pergunta 8: A hepatite pode levar à morte?

A - Sim, dependendo da gravidade da doença no paciente.
B - Não, é uma doença pouco agressiva.

Resposta correta: a) Sim, dependendo da gravidade da doença no paciente.
Nota: Existe uma forma bem rara que é a hepatite fulminante, de evolução grave, com grande risco de óbito e que pode ser causada por todos os vírus das hepatites, como explica o infectologista Luiz Orlando da Conceição. "Outra forma que preocupa são as chamadas formas crônicas, que evoluem durante muitos anos de forma silenciosa e possuem grande chance de evoluir para cirrose, podendo chegar à necessidade de um transplante", afirma. Essas formas crônicas podem ser causadas pelos vírus B e C.

Pergunta 9: Uma pessoa pode ter hepatite até quantas vezes?

A - Várias vezes, tanto o mesmo vírus quanto vírus diferentes.
B - Apenas uma vez cada tipo de vírus.

Resposta correta: b) Apenas uma vez cada tipo de vírus.
Nota: Segundo o infectologista Luiz Orlando da Conceição, cada vírus da hepatite pode ser adquirido apenas uma vez. Vale lembrar que é possível a pessoa ter mais de uma hepatite, porque adquiriu mais de um vírus. "Existem casos de pessoas que adquiriram três vírus de hepatite: A, B e C", diz o especialista.

Pergunta 10: A hepatite tem perigo maior durante a gravidez?

A - O perigo é o mesmo de qualquer outra doença, como a gripe.
B - A doença pode causar sequelas no feto e até aborto.

Resposta correta: b) A doença pode causar sequelas no feto e até aborto.
Nota: A hepatite, sobretudo B e C, pode ser transmitida ao bebê pela mãe e ainda pode provocar complicações sérias durante a gestação. "É por isso que, no pré-natal, é obrigatório fazer exames que detectam hepatite, assim como sífilis, HIV, toxoplasmose, rubéola e citomegalovirose", conta o infectologista Paulo Roberto Ferreira. Quanto antes a presença de uma dessas doenças for detectada, mais cedo começarão os esforços para cuidar da gestante e prevenir a transmissão das doenças ao bebê.

Seu resultado: você respondeu corretamente 10 das 10 questões






FONTE: POR LETÍCIA GONÇALVES

3 comentários:

Marivan disse...

Passando para prestigiar suas novas postagens,
parabéns pelo blog e sucesso sempre!!!
abçs Marivan

Eduardo Campos disse...

Bom dia Marivan, obrigado pelo comentario.
são esses que são o sucesso do blog.
obrigado

Eduardo Campos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.