quarta-feira, 15 de abril de 2015

Coisas que você nunca deve dizer a alguém com depressão


“Todo mundo fica triste às vezes, mas a depressão envolve um período prolongado de desespero e falta de interesse em atividades ou coisas que a pessoa costumava gostar.”
Debra Kissen

Tudo bem você querer ajudar, mas é bom tomar cuidado: certos comentários são bastante dolorosos pra quem está deprimido. Veja a seguir nove coisas que você deve evitar dizer (e o que pode falar para ajudar).

1. “Eu sei como você se sente.”
Você pode estar tentando se colocar no lugar do outro, mas “quando alguém está sofrendo e não consegue se dar conta disso, tal comentário não valida seus sentimentos”, afirma Dr. Kissen. “Mesmo que você já tenha passado por um surto de depressão clínica, todo mundo experimenta a depressão de forma diferente.”       
Dica: Ao invés disso, diga algo como “Não consigo sentir o que você está sentindo, mas estou aqui pra você”. Isto mostra sua vontade de dividir a dor, e não de fugir dela.      

2. “Todo mundo tem dias ruins.”
“Não se trata de ter um dia ruim”, garante Chrils Kilmartin, PhD e professor de psicologia da Universidade de Mary Washington, em Fredericksburg. “Se trata de ter mais dias ruins por semanas ou até mais tempo. Começa a afetar o emprego, os estudos e os relacionamentos. ” 
Dica: Procure focar no fato que você está pronto para ouvir, dizendo algo como “me ajude a entender como você se sente”. Em seguida, ouça. Escute sem dispensar a intensidade das emoções da pessoa.         

3. “Por que você tem que ser depressivo?” 
Você pode pensar que está ajudando ao apontar motivos para a pessoa ser grata, como ter filhos saudáveis ou uma casa linda. “Mas ela pode estar pensando, ‘eu deveria ser mais agradecida, e me sinto culpada de não conseguir me abrir’”, explica Dr. Kissen. Em vez de mencionar por que o indivíduo deveria estar feliz, faça algo junto com ele (mesmo que a pessoa diga que não vai gostar). Saia para uma caminhada ou tente um novo restaurante.
Dica: “Mantenha o outro conectado com atividades que gostava antes da depressão chegar”, explica Dr. Kissen. É claro que atividades não curam depressão, mas podem evitar que o deprimido se feche socialmente, o que pode piorar as coisas.        


4. “Outras pessoas aguentam coisas piores que você.”
Como provavelmente ela já pensou nisso, pode achar que não tem direito de se sentir mal. “Este tipo de comentário desmerece sua situação e parece dizer ‘não, você não se sente assim’”, salienta Helen Friedman, PhD em psicologia clínica de St. Louis. Além disso, a questão não diz respeito a outras pessoas: e sim à situação que o indivíduo está enfrentando.
Dica: Uma abordagem melhor é perguntar “como posso te ajudar?” ou lembrar: “se você quiser conversar, me avise.”        

5. “Por que você não arranja um hobby/aula de yoga/chá de camomila.” 
“A voz da depressão diz à pessoa se voltar para dentro. Você está sugerindo que ela faça o contrário”, afirma Sally Winston, psicóloga e co-diretora do Instituto dos Distúrbios do Estresse e Ansiedade de Maryland, Towson. Mas estas ofertas podem ser úteis quando você incentiva a pessoa a participar junto com você.
Dica: Tente reformular: “Enquanto você está se sentindo terrível, por que não fazemos isto juntos?”  Estar com a pessoa que se ama quando ela está passando por um momento de dor prova que estar junto dela não é um fardo pra você – um dos maiores medos que muitos deprimidos têm.


6. “É tudo coisa da sua cabeça.”
Talvez você não queira ser rude, mas este comentário soa como uma desconsideração. “Eduque-se sobre depressão”, recomenda Dr. Friedman. “É uma condição médica real. Você não diria a alguém com câncer que está tudo na cabeça dela.” 
Dica: Ao invés de botar o outro pra baixo pelo que ele está sentindo, diga algo como “estou feliz por você ter me contado”, ou simplesmente escute, não diga nada. “Às vezes não há nada mais poderoso do que estar absolutamente presente”, garante Dr. Friedman. 


7. “Por que você não consegue se livrar disso?” 
Talvez você esteja frustrado pelo que percebe na falta de vontade da pessoa em se sentir melhor ou buscar ajuda. Mas ninguém escolhe ficar deprimido. “A depressão distorce a perspectiva do indivíduo, então ele sente que nada vai mudar e que jamais pode tornar as coisas melhores”, afirma Dr. Winston. “A voz da depressão é uma barreira constante de desesperança, culpa e inutilidade, portanto tranquilize seu amigo de que se tratam de sentimentos, não fatos.” 
Dica: Esteja presente para ajudá-lo a se sentir menos sozinho.


8. “Você não pode tomar uns antidepressivos e acabar logo com isso?”
Não existe solução única para todas as situações, como “meu primo tomou um antidepressivo e funcionou pra ele”. Uma vez que somos indivíduos, os tratamentos devem ser individualizados. “É mais sensato perguntar ‘O que você tentou até agora?’”, sugere Dr. Winston. Tudo bem sugerir terapia, desde que você não seja pejorativo.
Dica: Diga algo como “estou preocupado com você. Imagino se não existe uma forma de ajudar”.           


9. “Por favor não se machuque.”
“É melhor perguntar: ‘você já pensou em se machucar?’”, diz Dr. Kilmartin. Se a pessoa disser que sim (ou se descreve um lugar, momento ou maneira que faria), tome atitude imediata:
Dica: ligue para o terapeuta ou médico dele(a) ou para um familiar. Estar em segurança é o primeiro passo para que o indivíduo tenha a ajuda que precisa. 

¹ Eduardo Campos, Técnico em Gestão Pública: Pedagogo, Esp. em Docência do Ensino Superior – PROEJA  e Educação em Saúde. Pesquisador do Grupo de Estudo e Pesquisa em Educação do Campo na Amazônia-GEPERUAZ/UFPA
Contato: edu.com28@yahoo.com.br
² Fonte texto : http://www.womansday.com/sex-relationships/friendship/how-to-help-a-depressed-friend
³ Fonte imagem : http://scienceblogs.com.br/socialmente/files/teaser-depress%C3%A3o
Referência: Por Danilo Barba
Written by Eduardo Campos all rights reserved.



5 comentários:

Claudinha disse...

Eduardo você não imagina como esse assunto esta sendo importante para mostra na nossa família agora… vou passar o link pra muitos deles lerem e entenderem a importância de um apoio neste momento… vale a pena… Muito boa a essas dicas ! bjs

Anônimo disse...

Demais sua matéria. Será imprescindível para muitos que passam ou estejam passando por isso na família ou com amigos . Realmente é uma doença que chega de mansinho, mas que causa uma destruição. Parabéns pelo alerta, sei que vai ajudar muita gente!

Anônimo disse...

Parabéns! Adorei a matéria sobre depressão. Seu blog esta muito “bacana”!!! bjs

Anônimo disse...

Eu ja vivi essa situação e sei o quanto é difícil ou quase impossível administrar sem a ajuda de um profissional da área Graças a Deus e a ajuda de um profissional e de minha família hoje me sinto muito bem estou ótima. Ainda existem pessoas que acham que todo mundo que trata com psiquiatra é doido , não é isso , não precisa ter vergonha .Se você está precisando vá em frente e boa sorte.

Telma disse...

Legal falar sobre esse assunto, já que para algumas pessoas, é frescura ou preguiça. Tem que ser bem divulgado essa pagina, as pessoas tem vergonha de dizer que tem e sofrem sozinhas. Parabéns pelo texto Edu.